LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

segunda-feira, 30 de maio de 2011

DROGAS, A FEITIÇARIA MODERNA

Algumas décadas atrás, drogas significavam aspirina ou algum remédio para tosse com sabor de cereja prescrito pelo médico. Eu costumava me admirar de como as pessoas podem ser tão insensíveis aos desastres ao redor; então, percebi que elas estão usando tantas drogas a ponto de a realidade e a fantasia se entrelaçarem.
      Estamos presenciando a “multiplicação” dos viciados em drogas, crak, oxi, a maconha, a cocaína e todo tipo de alucinógeno. Em um mundo arruinado pelo homem, a droga é o resultado alarmante da “multiplicação da iniqüidade” (Mateus 24: 12). Como deve cortar o coração de Jesus ver os filhos da nossa geração envenenando seus corpos com álcool e drogas e matando uns aos outros como conseqüência.

“Para quem são os ais? para quem as pelejas? para quem as queixas? para quem as feridas sem causa? e para quem os olhos vermelho?” (Provérbios 23: 29).

      Milhares de jovens estão morrendo devido ao uso das drogas e levando consigo a alegria dos seus familiares. Quando alguns de nós éramos crianças, a drogaria era o lugar de comprar Coca Cola e encontrar a turma depois da escola, você se lembra do tempo em que as portas não eram trancadas, as crianças brincavam nas calçadas até a hora de dormir, os alarmes de segurança da casa eram cães leais? Se alguns desses acontecimentos sãos apenas lembranças de um mundo mais seguro, então você esta vendo, assim como eu, o aumento assustador da ilegalidade.

As drogas estão associadas à feitiçaria. Pharmakia ou pharmakeia significa “o uso de medicamentos, drogas, feitiços.” dai , “feitiçaria” ou “feitiçarias”, mencionado como uma das “obras da carne.”

“... idolatria, feitiçarias, inimizades, porfias, ciúmes, iras, pelejas, dissensões, facções.”
                                                                                                                                              (Gálatas 5: 20).

     Na “feitiçaria”, o uso de drogas, quer simples ou fortes, era geralmente acompanhado por encantamentos e invocações a poderes ocultos, com o fornecimento de varias palavras mágicas, amuletos, etc., (Dicionário Vine). O diretor J. S. Writght da Tyndale Hall, Universidade de Bristol, mostrou que a palavra grega pharmakos, tanto quanto a palavra derivada dela, é traduzida com “feiticeiro”, “bruxaria”, e “feitiçaria”, na escritura- que carrega “a idéia enraizada de drogas, enganos e venenos.”
     As drogas definham suas vitimas fisicamente, de forma assustadora. Faces normais se transformam em rosto encovados e enrugados, dentes estragados, Todo sinal de vitalidade como que sugado por um aspirador gigante. Um dos efeitos mais visíveis das drogas estimulantes, como a cocaína, é o emagrecimento extremo, pela perda quase total de apetite. Sob efeito da droga, o usuário não se alimenta, o corpo começa a sofrer de subnutrição e desidratação e, nesse estado, o organismo é acometido por infecções diversas.
     O crak, com sua fumaça da morte, tem ceifado milhares de jovens, todos os dias, o numero de dependentes dessa droga mortal, duplicou nesses últimos anos, jovens alucinados pela fumaça que sai da “latinha”.
     O oxi chega com a promessa de destruição em curto prazo. A juventude é o seu alvo principal. O uso dessa droga esta crescendo. A guerra contra as drogas está sendo perdida!
  
“Os teus olhos verão coisas estranhas, e o teu coração falará perversidades. Será como o que dorme no meio do mar, e como o que dorme no topo do mastro.” (Provérbios 23: 33).

    Quantos acertos de contas com traficantes, pagando na maioria das vezes com a vida? Jovens que são freqüentemente espancados pela policia, por ser usuário de drogas, que levam em seus corpos cadavéricos hematomas e cicatrizes?

“Dirás: Espancaram- me, mas não doeu! Bateram- me, mas não senti!” (Provérbios 23: 35).
                                   

     O psiquiatra Viktor Frankl, que popularizou a frase “existência sem sentido”, interpreta a obsessão pelo sexo e drogas no nosso tempo, como o homem moderno tentando preencher o vazio espiritual, que parece ser mais e mais um abismo sem fim. Nossa juventude esta “apodrecendo” espiritualmente.

“Desde a planta do pé até a cabeça não há nele coisa sã, senão feridas, contusões e chagas podres, não espremidas, nem atadas, nem amolecidas com óleo.” (Isaías 1: 6).

     Muitas vezes me fiz esta pergunta: “Como o anticristo irá arrastar milhões de pessoas para o massacre no Armagedom?”, Então descobri que, uma das respostas, esta no numero de pessoas viciadas, alucinadas pelas drogas. Satanás contara com os seus “feiticeiros modernos”.

“Nem se arrependeram dos seus homicídios, nem das suas feitiçarias, nem da sua prostituição, nem dos seus furtos.” (Apocalipse 9: 21).

      Notem como a palavra pecado estáem desuso. O Dr. Karl Minninger observou que: “Muitos pecados antigos têm- se transformado em crimes, de modo que a responsabilidade pela sua solução passou da Igreja para o Estado, do sacerdote para o policial, ao passo que outros se dissiparam em doenças, ou pelo menos nos sintomas de doenças, de forma que nesses casos os tratamentos substituem o castigo.”
    A Bíblia, no entanto, não cede em sua definição de pecado. Todo homem é pecador e está em rebeldia contra Deus (Romanos 3: 23). Herdamos uma natureza pecaminosa que produz toda sorte de pecado. (Marcos 7: 21, 23). O pecador é escravo do pecado (João 8: 34). Somente o Espírito Santo pode convencer o homem da gravidade do seu pecado (João 16: 7- 8). E todo usuário de drogas esta cometendo pecado de feitiçaria.

“idolatria, feitiçaria, inimizades, porfias, ciúmes, iras, pelejas, dissensões, facções.”                              (Gálatas 5: 21).

     Nessa guerra espiritual a igreja tem um papel fundamental, anunciar o Evangelho de Cristo, parar de perder tempo, “ungindo água”, distribuindo “carnes do baú da felicidade”, montando “caças níqueis espirituais”, pois, conforme o mal cresce em intensidade, a influência cristã se torna mais fraca devido aos “chefões do trafico da fé”, vendendo o seu ópio espiritual, e construindo seus impérios a custas do “nóias espirituais”. Muitas igrejas se gabam de suas “multidões” que lotam suas cátedras, mas o que estamos presenciando é as “crakolandia da fé”. Milhares de crentes despidos da graça estão em busca da felicidade, da saúde perfeita, da riqueza deste mundo, tudo isso sem santidade, estão vagando de igreja em igreja, em busca de “uma pedrinha da fé”, uma fumaça de “revelação”, e por esse motivo estão sendo infectadas com um novo vírus “a doença da ovelha louca” e no seu auge de alucinação estão gritando:

“...Rico sou, e estou enriquecido, e de nada tenho falta (e não sabes que és um desgraçado, e miserável, e pobre, e cego, e nu...” (Apocalipse 3: 17).

    Nos últimos dias, a igreja morna não tem a firmeza em nossa cultura moderna. No entanto, esse comentário triste a respeito das igrejas é iluminado quando vemos crentes fervorosos e igrejas que são exemplos do amor de Cristo. Jesus deixou aos seus discípulos uma profecia positiva ao dizer:

“E este evangelho do Reino será pregado em todo o mundo, em testemunho a todas as gentes, e então virá o fim”. (Mateus 21: 14).

    O Senhor quer que ninguém pereça, pois é um Deus amoroso e seu desejo é ver todos salvos. Você já aceitou a Jesus como Senhor e Salvador de sua alma? Você que esta afastado dos caminhos do Senhor já reconciliou com Ele? Lembre- se! Hoje é nosso dia, amanhã pertence a Deus! Pastor Elias Fortes.

Um comentário:

  1. Que Deus use essa postagem para despertar muitas pessoas, que precisam ser libertas das drogas e despertar os crentes para pregar para os viciados.boa postagem pastor Elias.

    ResponderExcluir